25.1.10

Assoprando velas, desejando mundos melhores

Um ano mais velho. Neste dia 25 de Janeiro o Zaratustra tem que morrer completa 3 anos de existência. Ele não anda bem, não tem mais o fôlego de outrora, a vitalidade de tempos que parecem tão distantes… mas ele continua vivo. Prometo.

O ano que passou, 2009, não foi lá grandioso para o ZtqM. Poucas postagens. A maioria, contos. Mas vocês, leitores, têm de entender: agora primo pela qualidade. Peguei aversão pelo feio, pelo rápido, pelo numeroso: não ouso mais sentar na frente do computador, escrever e publicar, vítima de uma ansiedade inexplicável. Agora, olho o escrito, detesto-o, reformulo-o, encaro-o, vislumbro-o, reescrevo-o tantas vezes posso. Quando por fim ele fica satisfatório, está tão supimpa que acabo o enviando para algum concurso de contos. Zaratustra tem se sentido rejeitado.

Por outro lado, também tenho trabalhado muito. Nestas férias escolares, a jornada tem sido de oito horas por dia. Não há escrita que sobreviva a isso. As idéias raream. A imaginação desaparece. A criatividade vira fumaça. Meu corpo não quer pensar, não quer escrever. Às vezes, quero somente olhar pelas janelas.

Mas não desanimemos. Nesse aniversário sorumbático do blog, prestemo-nos a refletir sobre que rumo queremos tomar na vida. Esse blog aqui tem decidido muito tranquilamente: de textos vazios e imaturos, passou a apostar em contos que tentam surpreender os leitores (com sucesso ou não) e crônicas que têm por objetivo martelar a cabeça de quem pensa que a vida é pura conformidade. Eu não desisti de fazer o mundo perceber que há sempre o que melhorar, o que notar, pelo que chorar.

ZtqM está amadurecendo, preferindo o silêncio à gritaria, a reflexão ao palanque. Com três anos, ele só quer se prestar a um bom fim.

Mas, quem não quer, não é mesmo?

2 comentários:

Marina disse...

Ultimamente ando preferindo a qualidade também, mas tenho fases. Não me importo muito, na verdade; sempre considerei meu blog uma terapia, então vou continuar postando o que me fizer bem.

Feliz aniversário, ZTqM! E parabéns, Victor, por manter tudo brilhando, mesmo quando abandonado.

Bruna Mitrano disse...

Bom ver que o blogue tá amadurecendo.
Não nos abandone, por favor.
Parabéns e uma eternidade de vida!