4.11.08

relMIRPT: “eleições americanas”

Relato nº 89.255.789 da Missão de Investigação e Reconhecimento do Planeta Terra (MIRPT)

Ter>hum>soc>pol:

É com grande alvoroço que os terráqueos vêm observando a escolha de seu novo líder tribal chamado de Presidente dos Estados Unidos da América. Este terráqueo, que possui o poder de determinar os rumos da sociedade humana, é escolhido por meio do que os terráqueos chamam de “voto”. Dizem os terráqueos que o “voto é uma arma” e constatamos que estão inteiramente certos, pois com o tal do voto eles conseguem destruir grande parte de sua natureza, cidades, cultura, entre outros. Analisamos os dados da última caçada, digo, da última eleição, do “país” chamado Estados Unidos da América (aquele que sempre nos derrota e humilha em seus “filmes”) e percebemos que os “eleitores” (aqueles que fazem uso da arma “voto”) “americanos” (os únicos capacitados a decidir o futuro do planeta) elegeram o símio George Walker Bush, um chefe guerreiro de uma dinastia belicista que incitou inúmeras guerras e revoltas ao redor do globo, não aderiu ao plano de resgate à vida e à natureza chamado “Protocolo de Kyoto” elaborado pelos outros “países”, inventou mentiras com o pretexto de proteger sua sociedade contra terráqueos de barbas longas, que se vestem em longos trajes, usam tecidos em volta da cabeça e rezam para uma divindade chamada “Alá” e, além de tudo e mais um pouco, colaborou com a desordem de um sistema imperfeito, cruel e injusto a que os terráqueos denominam capitalismo e ao qual defendem com ferocidade.

Disputam o novo posto de líder tribal os símios chamado Barack Obama e John McCain. O primeiro, pelo que aponta nossas pesquisas, causa mais alvoroço entre os “eleitores” do que o segundo, que segue a dinastia do chefe guerreiro Bush. Obama lembra muito um de nossos antepassados que visavam a uma sociedade mais justa e igualitária sem, no entanto, ter a mínima idéia de como fazer isso.

Ressalvamos que não há qualquer suspeita de que o novo líder tribal descubra nossa identidade e que estamos presente em seu planeta, portanto, rechaçamos qualquer exigência de reforços e de ações deletérias de memórias humanas. Vamos prosseguir com nossa missão, de olho nos movimentos do novo líder tribal a ser escolhido.

______

Acompanhe o relatório clicando aqui.

4 comentários:

G. disse...

O terráqueo Obama é pop. O pop não poupa ninguém.
Apesar de achar válido o desempoeiramento de marketing acerca da imagem do mesmo, e não crer cegamente na diminuição de impostos, penso ser a melhor escolha no momento.

Tyler Bazz disse...

done ;)

Marina disse...

É... Como uma só pessoa pode comandar o mundo? Eu não sou terráquea, eu só vivo aqui. Acho que por isso não entendo como todo mundo pode achar isso tão certo.

Achei os nomes das suas violetas estranhos; mas, depois de vir aqui, acho que já estou achando normais...

Saudações, ET. Adorei o blog.

Marina disse...

Obrigada, ET! O seu já está assinado o feed e linkado.

Abraço!