29.10.08

TOP 5 Filmes que marcaram 2008

Admito: é inédita para mim a modinha mania de fazer um TOP 5 sobre qualquer assunto. Febre dos blogs paneleiros (aquele seleto pessoalzinho que se auto-premia em competições duvidosas) e blogs pé-rapados (a exemplo do meu), o recurso do top 5 sempre provoca alguma comoção, uma vez que enumera, taxativamente, gostos, opiniões e pensamentos, gerando uma saudável discussão sobre o assunto em debate.

Na minha estréia, não poderia deixar passar a oportunidade de falar quais filmes mais me atraíram no ano de 2008 (2004 é que não ia ser, né…). Fiquem com eles e, se não os assistiram, corram para a locadora.

Coisas que Perdemos Pelo Caminho (Things we lost in the fire)

coisas_perdemos_caminho 

Excelente drama estrelado por Halle Berry (a eleita ‘mulher mais sexy do mundo’) e Benicio Del Toro (dispensa comentários, originalíssimo). Por mais que envolva elementos dos mais pesados e realistas possíveis em seu enredo(vício em drogas, traições, morte de cônjuge, relação familiar, amizade), a história é contada numa leveza que surpreende e emociona ao final do filme, sendo uma dessas histórias descompromissadas que valem mais do que qualquer super-produção.

4º Batman – The Dark Knight (The Dark Knight)

dark_knight_ver4

Sem sombra de dúvida foi o filme mais popular de 2008. Ficou chata a falta de assunto das pessoas, que só faziam discutir sobre Heath Ledger, Coringa, Batman, etc. Porém, o filme mereceu cada crítica positiva, pois foi além de uma adaptação de quadrinhos manjada e que já provara, anteriormente, por quatro vezes (antes de Batman Begins) ser um retumbante fracasso. Christopher Nolan (o diretor) salvou Batman das adaptações carnavalescas de Joel Schumacher e, diferentemente do modo fraco e superficial de adaptar HQs para o cinema, a exemplo do que faz a Marvel (Quarteto Fantástico, X-Men, O Demolidor…), The Dark Knight foi uma experiência bem sucedida da mistura entre gêneros de ação e thriller, com elementos policiais que, felizmente, não deixaram o filme da maneira que nerds espinhentos gostariam que fosse. Destaque mais do que merecido para o falecido Heath Ledger e seu insano e anárquico Coringa.

3º Conduta de Risco (Michael Clayton)

michael-clayton1

Alguns seletos atores têm a facilidade de escolherem o personagem que lhes apetecer e grafar neles a marca de interpretação que melhor lhes aprouver. Com George Clooney não é diferente. Escolhe personagens complexos, interpreta-os maravilhosamente e a cada atuação vai adquirindo mais e mais respeito da crítica. Em Conduta de Risco não é diferente: interpretando o advogado Michael Clayton, consegue encarnar bem a crise existencial vivida por um homem de meia idade que se vê num dilema moral e cansado da vida, rodeado de vícios. A história é edificante e revela um suspense inteligentíssimo, do mais contemporâneo possível, com final memorável.

2º Senhores do Crime (Eastern Promises)

easternpromises_468x614

Um legítimo David Cronemberg, o cineasta que elegeu “a mudança, a mutação” como sua marca maior e, ultimamente, utiliza-se cada vez mais de temáticas violentas para expressar suas crônicas. Partindo de premissas simples, não-chamativas, consegue evoluir as tramas para verdadeiros embates éticos, onde a mudança sempre revela algo que estava escondido (uma maneira de desnudar o próprio ser humano e revelar-lhe a essência). Foi assim com Marcas da Violência e agora, numa trama ainda mais envolvente e surpreendente ao final, com Senhores do Crime, onde se sepulta de vez a impressão de que Viggo Mortensen é apenas o Aragorn de O Senhor dos Anéis. Conta ainda com Naomi Watts. Destaque para a bem elaborada cena de luta na sauna.

1º Sangue Negro (There will be blood)

there_will_be_blood_poster

O filme que mais me fascinou nos últimos anos. O que dizer? A começar pela presença do ator Daniel Day-Lewis, um verdadeiro gênio da atuação. Não é à toa que pega papéis somente de 4 em 4 anos. Ele trabalha sua personagem tão minuciosamente que é impossível não crer na realidade de sua interpretação. Aliado ao seu brilhantismo, o filme ainda conta com enredo sólido, cativante, e bem trabalhado, sem contar a incrível trilha sonora, que deixa qualquer um embasbacado. Uma história bruta, crua e livre de pretensões que, se não consegue agradar todo mundo, tem o êxito de, pelo menos, deixar todos maquinando sua existência. O Oscar para Day-Lewis não foi mais que obrigação.

Colaboração: Anetta

10 comentários:

Lígia disse...

Parabens, vc conseguiu: quero ver todos - exceto Batman, que eu já vi.

Roberto Ortega disse...

Victor, obrigado pelas dicas de filme. Verei se arrumo tempo e dou um jeito nisso.

-

Sobre o argumento de ir contra a suposta esquerda, ouço constantemente isso, já é esteriótipo, inclusive, ouço isso de cabos eleitorais.

Até mais!

CèS disse...

Filme bom mesmo?

Xeuvê (nessas horas sempre me foge a filmografia).

Tem a biografia da Edith Piaf que é um soco na cara.

Tem Hairspray no quesito musical (é MUITO foda!).

E eu sempre quis ver O Ano Passado Em Marienbad mas sempre durmo quando passa no Telecine e nunca lembro de alugar. Fica pelo suspense ;D

CèS disse...

(Pra variar li o título depois... tenho uma coisa com títulos, nunca leio na ordem!
2008 foi um ano engraçado pra filme. provavelmente tem um monte que vi e não lembro que foi esse ano porque pra mim 2007 durou até 2008.1 e 2008 foi concentrado entre agosto e agora :D)

te falar que ultimamente cinema tem cumprido outras funções do cotidiano, então acabo só apreendendo o roteiro por alto hahaha! MAS hoje "vi" Rocknrolla, era bacana!

Batman = filme de homem. Os outros não vi (tenho uma filmografia pífia)

Lucas disse...

opa, estou afim de ver o FILME sangue negro. ; ) parece.. ser interessante. os outros.. nem me animei ;p + valeu!

Talles disse...

pra mim só faltou assitir ao do batman
;D

e sim, sou Talles da momanguaça.

Tyler Bazz disse...

Queria ver é geral queimar a cabeça e fazer o top5 de filmes de 2004! Acho que é dificil lembrar até os de 2007... 0_o


o/

Llio disse...

Olhaaa eu aki denovo, depois de um tempo, sem net direito, voltei!!!

:D
Eu nao tenho o que dizer, mas nao há nignuem q vai me fazr sentir mal por isso.
Bom, foi injustiça com o 007, so pq ele nao marcou ainda... Emfim, pensava, "nossa sera q aquele blog ta vivo ainda?!" ^^ Opa!!!
Emfim.
...Olá a todos que saem, adeus a todos que ficam!!! =**

karen disse...

Sangue Negro é genial. genial, genial, genial. melhor filme de 2008 pra mim também.

A_for_Anetta disse...

Colaboração minha, que sempre sou uma ótima companhia para ver filmes UAHUAHAU Incrível que nossa compatibilidade cinematográfica é tão grande que eu ja tinha gostado Sangue Negro antes de saber que se chamaria assim em português auhauhaua Mas gosto mais de Senhores do Crime, acho que só mudaria isso mesmo...

E que 2009 venha com mais filmes bons!

=****