14.1.08

El Pasado

Vendo la pelicula nueva do Hector Babenco, O Passado (El Pasado, 2007), entre cenas de sexo, drama e os desvios de concentração habituais que um namoro exige no cinema, passei a pensar, meio maravilhado, como seria uma vida em que esquecêssemos sistematicamente o passado.

Como tudo que se revela perigoso fascina, não pude deixar de ser favorável à idéia absurda: "que fantástico seria viver sem culpa, sem condicionamento, sem opressão, preconceito ou medo incutidos em mim durante o passar dos anos!".

A idéia de um mundo onde cada dia pudesse REALMENTE ser um novo dia (fugindo do clichê). Isso provavelmente acabaria com o tédio que sinto.

Mas a realidade custa a pesar na hora dos sonhos e das fantasias (talvez porque seja estraga-prazeres) e logo vejo que um mundo assim, ao mesmo tempo em que dissipa como fumaça o lado ruim de nossa formação, também põe abaixo todos os bons ensinamentos que por ora poderíamos ter.

Sendo assim, acho que nada mais me resta senão continuar carregando esse imenso peso chamado Passado que, quando não se configura um fardo a nos guiar sempre por um caminho pré-determinado, pelo menos se mostra excelente fonte de memórias agradáveis, momentos especiais e situações inusitadas. Tudo para fugirmos da estraga-prazeres.

5 comentários:

thays disse...

Isso é meio Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças.
Já comi, Recomendo.
Mesmo sabendo que você não vai gostar.

A_for_Anetta disse...

Eu sei q você falou do "O Passado" pra não dar o braço a torcer em relação ao Brilho Eterno... AUHAUAHAUHAU

Foi o filme que abriu meus olhos em relação ao passado que pode se tornar o presente denovo (mesmo tendo apagado o passado). Não desejo apagar o passado, nem as más memórias. Momentos ruins me fazem ser melhor sempre. Lembrar deles me fazem não esquecer de ser melhor.

Simples assim.

Passado não é fardo, moxila pesada de carregar. É uma pochete: feia mas necessária às vezes.

=D

=*******

A_for_Anetta disse...

Ahn, e você NÃO assistiu ao filme, só viu flashs =xxxxxx

Acho q gostou mesmo das cenas de sexo UAHAUHAUAHAUHAUA =X

(comentário comprometedor mode on)

=*

Ariadne disse...

ah... passado é bom, no lugar dele.
e brilho eterno é mto mto bom..
bjos

Nina Franco disse...

é o brilho eterno, meu caro.

tão lindo, tão doloroso, mas tão real e nosso.