30.4.07

A Hora do Vácuo

Existem dias em que não tenho inspiração nenhuma para escrever. Outros há em que eu falaria de mim, mas já também eu me enjôo de escrever sobre mim por aqui.
De fato, sentimentalismo às vezes cansa. E por mais que as pessoas mais próximas a mim digam: "você tem jeito de ser frio", sei que a premissa é falsa.

Agora é a hora do vácuo.

Vácuo para mim é aquela hora da minha existência em que absolutamente nada de concreto ocorre, nenhum evento ou acontecimento importante. É a hora do niilismo mais infeliz que se pode encontrar em moda por aí. É a hora do caos, do rearranjo e do re-equilíbrio, meu micro-cosmo em estabilização, para se adequar aos futuros acontecimentos - esses sim de grande valia.

E até que se aproximem esses eventos, que posso eu fazer?

Já me ensinou a vida que nada adianta correr atrás ou apressar as coisas. Elas virão naturalmente. Logicamente o que me é cabível é cumprido, visto que eu não costumo ignorar as chances que me aparecem. Já ouvi dizer que o maior dos crimes que um homem pode cometer é não saber aproveitar uma chance. É a mesma história do cavalo arriado...

Enfim, é tempo de marasmo. Tempo de nada e nada em tempo. Dias em que acordo e durmo com uma espécie de aflição, uma ânsia por vida e pelos tais acontecimentos. Dói saber que eles podem demorar. Mas não me engano, eles podem estar ali, ao virar a esquina ou ao atender um telefonema, em qualquer lugar, sem aviso prévio.

E até lá só vou acumulando forças e me preparando para gozar de mais um desafio. Que venha!

E que grande bobagem é ter a pretensão de que enjoei de falar de mim, ora!

2 comentários:

Ju disse...

Ah, os momentos de vácuo são ótimos pra se pensar...

...em 6 meses eles podem te fazer outra pessoa.

Engraçado pensar isso agora, mas foi bem o que aconteceu comigo. Porque quando você pensa que o mundo está parado e nada acontece, a maior mudança está em andamento.. bem debaixo do seu nariz.

não dê 'ouvidos' à consciência... ela é boba ;P (mas eu até gosto dela) disse...

Você não deve mesmo querer adiantar os acontecimentos, mas grande parte deles exige que você dê o primeiro passo. Nada vem de forma completamente natural, sempre precisa de um dedinho humano, do nosso empurrãozinho.
Você pode esperar dias, até anos por um telefonema que mude sua vida, mas será muito mais satisfatório se você mesmo der um telefonema que pode mudar pelo menos alguns minutos do seu dia (ou um e-mail, uma carta, uma simples palavra)
Para que tais eventos marcantes aconteçam às vezes é necessário passar por cima de antigos princípios (não digo para ignorá-los), quebrar algumas regras, perder o orgulho e ter muita coragem.
Aproveite todas as oportunidades que possam aparecer, por mais estranhas que sejam. Preocupe-se menos com o que vão pensar a seu respeito e dê mais valor ao seus sentimentos.
Pense nisso ;)